terça-feira, 30 de junho de 2015

Uma planta muito simples consegue matar até 98% de células cancerígenas e também frear o diabetes


Este texto foi traduzido e adaptado do artigo original, escrito pelo Dr. Frank Shallenberger, e o link dessa versão encontra-se no final da matéria. Trata-se de uma tradução livre do artigo escrito em primeira pessoa publicado por Shallenberger. Acompanhe:
Eu estou sempre buscando por substâncias que dão uma “chave de braço” no metabolismo peculiar das células cancerosas. É vital que essas substâncias matem as células doentes e deixem as saudáveis intactas. Já falei sobre algumas de minhas descobertas científicas no passado, como o resveratrol, chá verde, seanol e outros. Mas hoje eu vou lhes falar sobre outra planta que seguramente mata o câncer de fome com tanta eficácia quanto uma quimioterapia. Na verdade, funciona inclusive no câncer de pâncreas, um dos mais difíceis de se combater.
A planta é um vegetal comum da Ásia e que tem o nome de melão amargo (Momordica charantia - no Brasil, pode ser conhecido como melão-de-são-caetano), sendo popular na região de Okinawa, no Japão.


O suco do vegetal, na concentração de 5% em água mostrou ter um potencial assombroso de lutar contra o crescimento dos quatro tipos de cânceres pancreáticos pesquisados, dois dos quais foram reduzidos em 90%, e os outros em incríveis 98% apenas 72 horas após o tratamento!
Já comentei em outros artigos a respeito da apoptose, que é a resposta natural de um organismo em lidar com células fora do comum - que simplesmente suicidam. O suco induziu essa morte programada por vários caminhos diferentes. Um desses caminhos foi o de colapsar o metabolismo de alimentação por glicose das células doentes, ou seja, privou-as do açúcar que elas necessitam para sobreviver.
Será que esses estudos de laboratório também servem para animais vivos? A resposta é um sonoro “sim”! Pesquisadores da Universidade de Colorado aplicaram doses em ratos que seriam proporcionais a humanos, e eles apresentaram uma redução em 64% do tamanho de seus tumores, sem efeitos colaterais. Esse nível de melhora ultrapassa os alcançados atualmente com o uso de quimioterapia para um tipo de câncer tão letal.
O responsável pela pesquisa na universidade, Dr Rajesh Agarwal, observou o costume chinês e indiano de usar o fruto em remédios para diabetes. Vendo que esta doença tende a vir antes do câncer pancreático, o doutor associou as ideias, criando novos rumos nas investigações existentes.
A dose utilizada foi de seis gramas de pó do melão amargo para um adulto de porte médio (75 quilos). Os grandes laboratórios e companhias farmacêuticas buscam encontrar petroquímicos patenteáveis que obtenham o mesmo resultado que Deus colocou nesse vegetal. Eles ficam boquiabertos como uma planta tão despretensiosa consegue desnutrir o câncer sem precisar de nenhuma química complexa.
No centro médico da Universidade de Saint Louis, a Dra. Ratna Ray, Ph. D. e professora de patologia, liderou pesquisas similares, testando primeiramente em células de câncer de mama e próstata e depois experimentando em cânceres da cabeça e pescoço, que embora representem 6% apenas dos casos, são agressivos e se espalham facilmente, começando por vezes pela boca, garganta, nariz.
Com efeito, após quatro semanas de tratamento controlado em animais, o volume e crescimento dos tumores reduziu. A doutora ressalta: "É difícil medir o resultado exato do tratamento com o extrato de melão amargo no crescimento das células, porém combinado com as terapias e remédios existentes, pode auxiliar na eficácia do combate ao câncer."
Pesquisadores descobriram recentemente que a síndrome metabólica é amenizada pelos benefícios no metabolismo glicólico. Ótimas notícias, pois não se destrói o câncer por uma via só, e eu acredito que deve ser multifocal: em outras palavras, fortalecer o sistema imunológico, desintoxicar, eliminar infecções dentais e materiais tóxicos dos dentes, alcalinizar o organismo, oxidar o corpo com terapia com oxigênio, e prover nutrientes específicos para dar uma “chave de braço” nos caminhos particulares do metabolismo do câncer.
Todas as células cancerosas mostram uma produção anormal de energia que utiliza fermentação ineficiente de glicose. O melão amargo pode ser um excelente aliado ao combate dessa produção de energia anormal. Você pode encontrá-lo na maioria das lojas naturais ou comprar online.


http://www.folhadelimoeiro.com/2015/04/uma-planta-muito-simples-consegue-matar.html


segunda-feira, 29 de junho de 2015

Íman Destroi Células Cancerígenas


Na Coreia do Sul, os cientistas usaram um campo magnético para causar a autodestruição de células cancerígenas.
O corpo remove células velhas que apresentem defeitos e infectados através do processo de morte celular programada (PCD), ou apoptose.
Na apoptose, a célula rejeitada responde a certos sinais a partir do corpo por fragmentação. As células imunes logo consomem esses fragmentos. Os ímans ajudam a ativar a apoptose.
Quando falha a apoptose, no entanto, as células rejeitadas dividem-se incontrolavelmente, desenvolvendo tumores.

Os ímans induzem a apoptose

O professor Jinwoo Cheon da Universidade de Yonsei em Seul e uma equipa de cientistas realizaram experiências com células do cancro do intestino, usando campos magnéticos para induzir a apoptose.
Nanopartículas de ferro foram ligadas a anticorpos, que ligam as moléculas “receptoras” às células tumorais. Estas moléculas são agrupadas, quando o campo magnético é aplicado, provocando o sinal de “auto-destruição” e, portanto, a apoptose.
Na experiência, mais da metade das células do cancro do intestino foram destruídas, quando o sinal do agrupamento apoptópico começou a surtir efeito.
As células não tratadas mantiveram-se inalteradas e ilesas.

Resposta das Grandes Farmacêuticas?

Numa experiência semelhante, os cientistas realizaram o mesmo tratamento no peixe-zebra, levando-os a desenvolverem caudas incomuns.
Mais estudos estão a ser realizados.
“Nós mostramos que a sinalização de apoptose pode ser ativada in vitro (laboratório) e em um peixe-zebra in vivo (vivo), usando um interruptor magnético”, dizem os cientistas. “O nosso interruptor magnético pode ser amplamente aplicado ​​a qualquer tipo de receptores de membrana superficial presente nas funções celulares no agrupamento.”

O estudo será publicado na revista Nature Materials

É preciso saber como esta forma de terapia – que, até agora, não enche os bolsinhos de um grande laboratório farmacêutico – irá se desenvolver no mundo da medicina tradicional.
Os fabricantes de medicamentos (literalmente) promovem a doença perpétua, e os medicamentos contra o cancro têm demonstrado, uma e outra vez, que pioram os tumores. Mas, independentemente dos possíveis tratamentos alternativos, as Grandes Farmacêuticas continuarão a impingir essas “soluções” perigosas ao público.
Embora hajam muitos alimentos que combatem o cancro,  como a cúrcuma, o gengibre, o alho, o extrato de folha de mamão, as frutas, e muitos mais, a indústria farmacêutica e a medicina convencional não reconhece isso como soluções viáveis.

Sequestro médico – Novo segredo sórdido da indústria farmacêutica? [EUA]

Sequestro médico - Novo segredo sórdido da indústria farmacêutica [EUA]
A indústria farmacêutica tem outro segredo sórdido que os mídia escondem intencionalmente da população. Não, não é mais um processo de ação colectiva farmacêutica por matar e mutilar milhares. Também não é a supressão ou sabotagem intencional de uma substância natural para o tratamento do cancro. Isto é algo que é o pesadelo horrorífico de todos os pais, especialmente pais bem-educados em saúde alternativa e natural.
Imaginem, por um momento, que recebem a notícia devastadora de que o seu filho de 10 anos de idade foi diagnosticado com cancro. Como um bom pai, você quer aprender o máximo possível sobre as opções de tratamento e você começa imediatamente a vasculhar a web para obter informações. Na sua pesquisa, você vê que a quimioterapia é o tratamento padrão. Você também pode ver que a quimioterapia é tóxica e que na verdade é cancerígena.
Você, então, lê alguns dos efeitos a curto prazo da quimioterapia: perda de apetite, feridas na boca, náuseas, vómitos, perda de cabelo, e assim por diante. Além disso, lê os potenciais efeitos a longo prazo de quimioterapia: danos no coração, órgãos reprodutivos, dos rins, da bexiga, do sistema nervoso, pulmões, e mais. Você também vê que existe uma taxa de 20% de sobrevivência de cinco anos para o cancro do seu filho usando quimioterapia.
Através da sua investigação, você descobre que existem muitas opções diferentes de tratamento natural e não-tóxicas. Algumas delas soam promissoras. Você decide pesquisar centros de cancro que usam estes tratamentos e liga para alguns para fazer perguntas. Você escolhe um e faz uma marcação para daqui a uma semana.
Entretanto, você liga para o escritório do oncologista, a dizer-lhe que escolheu um caminho diferente e que não irá mais à marcação do seu filho. Você desliga a sentir-se bem sobre a sua decisão.

O que acontece depois pode chocá-lo

Três dias mais tarde você fica chocado quando os Serviços de Protecção à Criança (CPS) aparece na sua porta, dizendo que precisam de assumir a custódia do seu filho. Enquanto eles saem com a criança, você está em total descrença, chorando e gritando com eles enquanto o seu filho grita o seu nome e por ajuda, perguntando o que está a acontecer. Foi-lhe tirado o seu menino de 10 anos de idade. O CPS sequestrou-o literalmente e obrigou o seu filho a fazer quimioterapia convencional contra a sua vontade.
De doidos certo?
Esta cena não é de um filme nem é um sonho ruim. Infelizmente, isso está a acontecer hoje nos Estados Unidos da América, e é legal. Além do mais, este tipo de acções estão a ser intencionalmente escondidas do público pela grande mídia dos EUA – Fox, CNN, CBS, ABC. Sequestro médico, como é chamado, é outro dos segredos sujos da indústria farmacêutica.

Um Sequestro médico real em acção

Tonya Brown foi confrontada com decisões difíceis para o seu filho de oito anos de idade, Christopher, depois deste ter sido diagnosticado com leucemia mieloide crónica (LMC), uma forma extremamente rara de cancro em crianças. O médico supervisionando no hospital de Phoenix Children, Dr. Jessica Boklan, recomendou 12 semanas de quimioterapia oral seguida por um transplante de medula óssea.
Tal como acontece com muitos médicos convencionais a recomendar estes tratamentos, existe muitas vezes pressão para começar imediatamente. Tonya concordou com a quimioterapia, mas tinha reservas sobre o transplante de medula óssea devido ao facto de que o transplante era proveniente de um doador inigualável e a taxa de sucesso tinha sido inferior a 20 por cento. Em adição à baixa taxa de sucesso, estes procedimentos são extremamente dolorosos.
De acordo com o site Health Impact News:
“Christopher respondeu melhor do que muitos nos tratamentos de quimioterapia, mas ainda assim esses tratamentos tornaram-no muito doente. Ele implorou à sua mãe para parar com a quimioterapia.
Há medida que se aproximava o tempo para o transplante de medula óssea, Tonya tomou a decisão de atrasar o tratamento de Christopher, outros tinham descrito dores agonizantes associadas ao procedimento, até que eles tentaram outras opções, menos invasivas primeiro. Ela queria que o perigoso transplante de medula óssea fosse o último recurso.
Após 10 semanas de quimioterapia, Tonya parou o tratamento. Em casa, ela começou a produção de sumo e a tratá-lo com uma dieta rigorosa que tem sido recomendada para o cancro. Ela usou terapias nutricionais e rezaram e acreditaram em Deus para a cura“.
Dezoito meses mais tarde, o CPS fez uma visita inesperada à casa de Brown (ordenada pelo Dr. Boklan) e encontraram uma criança saudável com muita energia. Após levarem Christopher de volta para o hospital de Phoenix Children, a CPS estava há espera. Christopher foi condenado a começar mais uma rodada de quimioterapia naquele dia. O pedido de Tonya para uma segunda opinião foi negado no local e, sob coação, ela relutantemente concordou numa outra rodada de quimioterapia para o seu filho.
Após 20 dias, Tonya foi condenada a deixar o hospital enquanto que o seu filho de oito anos de idade, foi levado da sua custódia. Foi neste momento que o CPS entrou em cena, Christopher ficou sob a guarda do Estado, e o transplante de medula óssea procedeu contra a vontade de Tonya.
Mais tarde descobriu-se que o Dr. Jessica Boklan considera-se, a partir do seu próprio testemunho em tribunal, em ser a maior autoridade do mundo em leucemia mieloide crónica, o tipo de cancro de Christopher. Ela é co-autora e está a realizar vários estudos de investigação que envolvam crianças, cancro e drogas experimentais. A pergunta parece óbvia; Christopher poderia ter sido uma das cobaias do Dr. Boklan para continuar a sua investigação?

Estará realmente a indústria farmacêutica autorizada a utilizar crianças como cobaias?

É um facto que muitas empresas farmacêuticas que produzem medicamentos contra o cancro têm tido luz verde para investigar terapias experimentais destinadas a crianças com cancros raros. No entanto, devido a preocupações dos pais, os candidatos são muitas vezes difíceis de encontrar.
A indústria farmacêutica é uma das maiores, mais lucrativas, e mais poderosa do mundo; talvez apenas ofuscada pela indústria do petróleo. Isto permite financiamento virtualmente ilimitado – subornos como incentivos aos médicos e agências para obter participantes no estudo. No caso do rapto médico pela CPS, quando as crianças são retiradas dos seus pais, eles tornam-se propriedades do estado. Uma vez que esta designação é feita, essas crianças podem ser legalmente admitidas em programas de medicamentos experimentais e, essencialmente, usados ​​como cobaias.

Demasiado poder e intimidação

O caso do filho de Tonya Brown Christopher é um dos muitos que gira em volta de crianças com formas raras de cancro a serem retirados dos seus pais, só para começarem tratamentos experimentais contra a vontade dos pais. É importante entender também que os tribunais das crianças não funcionam como tribunais normais. Na verdade, o ex-senador do estado de Geórgia, Nancy Shaffer descreveu os serviços de protecção à criança como “poderes ilimitados”. Acusações podem ser baseadas em declarações simples, sem fundamento, e os documentos são selados do escrutínio público.
Junto com a perda da guarda dos seus filhos, é habitual os pais receberem intimidações contra a tomada de qualquer informação sobre o caso público. É por causa desses pais corajosos e jornalistas que vêm em público contra ordens judiciais que somos capazes de saber sobre estes casos. Por isso, é impossível saber realmente como difundida esta situação se tornou. A julgar pela cobertura elevada de meios de comunicação alternativos, e cada vez mais os principais meios de comunicação, o que estamos a ver pode ser apenas a ponta do iceberg.
Felizmente, o Congresso está ouvir e promulgou HR 4989, que afirma:
“Para proibir o financiamento federal de qualquer tratamento ou investigação em que uma ala do Estado é submetido a uma maior do que riscos mínimos para a saúde do indivíduo, sem mínimo de perspectiva de benefício directo.”
Mesmo com esta lei promulgada que limita o financiamento federal, a tendência anti-liberdade de sequestro médica está a aumentar e é essencial que esta insanidade seja exposta em ordem para que possa ser parada! Quando a autonomia dos pais sobre os tratamentos que eles decidem dar aos seus filhos doentes é removida à força pelo governo, é tempo para todo o país se perguntar, que tipo de futuro estamos a permitir emergir?
Fontes:

domingo, 28 de junho de 2015

Faça a sua pasta dental e se proteja contra o flúor (Vídeo)


Faça a sua pasta dental e se proteja contra o flúor
Qual a vantagem de fazer a própria pasta dental?
São muitas, e a maior delas é produzir uma pasta sem flúor.

Mas o flúor não é importante para a prevenção de cáries?
É o que eles querem que você acredite.
Mas a história não é bem assim.
Na verdade, o flúor usado em nossa água e nas pastas de dente é altamente nocivo à saúde.
É por isso que em vários países já existe uma mobilização para o fim da fluoretação da água.
É o caso dos Estados Unidos, onde recentemente 600 dentistas, médicos e cientistas entregaram ao Congresso desse país um relatório que pede o fim do uso de flúor na água.
Um dos que assinaram o relatório é o Dr. Arvid Carlsson, prêmio Nobel da Medicina em 2000, para o qual "a fluoretação é contra todos os princípios modernos da farmacologia, completamente obsoleta".
Para que você entenda melhor o que estamos dizendo, assista a seguir a uma entrevista com o dr. Arnoldo Velloso, médico ortomolecular e neurologista, com atuação em Brasília.
Depois da entrevista, logo abaixo, mostraremos como fazer uma ótima e fácil pasta dental caseira.


Viu por que vale a pena todo o esforço para ficar longe do flúor?
O dr. Arnoldo Velloso, só para que você saiba, é um dos maiores nomes da medicina ortomolecular do Brasil.
Ele tem mais de 80 anos e um extenso currículo.
E é o autor de um livro muito revelador: "Magnésio – O que ele pode fazer por você".
Então, respondendo outra vez à pergunta que iniciou este texto, usar uma pasta dental sem flúor não é um luxo, e sim uma necessidade.
E é por isso que estamos aqui ensinando a você a fazer a sua pasta sem flúor.
Aí vai a receita:

INGREDIENTES

2 colheres (sopa) de óleo de coco
3 colheres (sopa) de bicarbonato de sódio
25 gotas de óleo essencial de menta ou hortelã (vende em lojas de produtos naturais)

MODO DE PREPARO

Misture os ingredientes até formar uma pasta homogênea.
Guarde num pote de vidro bem fechado.
E pode ter certeza: esta pasta vai proteger seus dentes e sua boca, além de lhe deixar com um refrescante e agradável hálito.

http://www.curapelanatureza.com.br/2015/06/faca-sua-pasta-dental-caseira-e-proteja.html?m=1#sthash.NdmPW2NV.dpuf


domingo, 21 de junho de 2015

Poderosa bebida energética com chia, limão e mel

Esta é uma bebida popular na região serrana de Chihuahua, México.

Nessa região, os camponeses percorrem grandes distâncias a pé tendo como combustível o "iskiate", como é conhecida a bebida.

Trata-se de um excelente energético natural com muitos benefícios à saúde.

Mesmo com apenas três ingredientes, ela consegue possuir uma admirável riqueza nutrientes.

E isso é facilmente compreensível: são apenas três ingredientes, mas todos muito poderosos.

O principal deles é a chia.

Ainda não sabe o que é chia?

É uma semente que contém cinco vezes mais cálcio do que o leite; três vezes mais ferro que o espinafre; quinze vezes mais magnésio que os brócolis e duas vezes mais potássio que a banana.

É também rica em manganês e boro (que também é fundamental para os ossos).

As sementes de chia oferecem a maior porcentagem natural conhecida de ácido graxo, ômega 3 (60%-64%).

Os ácidos graxos são necessários para a absorção das vitaminas lipossolúveis A, D, E e K e da atividade glandular normal, especialmente para as suprarrenais e a glândula tireoide.

Eles também nutrem a pele e são essenciais para deixar saudáveis mucosas e nervos, bem como para o funcionamento normal do sistema reprodutivo.

Também podem ser importantes na redução de depósitos de colesterol.

A camada externa da semente é rica em fibras solúveis e mucilagem.

As fibras insolúveis da chia livram o intestino de detritos e toxinas.

O mel, outro ingrediente da receita, é uma maravilhosa fonte de energia.

E, mais do que isso, nos protege contra bactérias e outras ameaças.

Segundo um estudo da Salve Regina University, de Newport, Estados Unidos,  ele é um dos mais potentes exterminadores de bactérias da natureza.

De acordo com a autora da pesquisa, Susan M. Meschwitz, o mel usa uma combinação de armas que inclui o peróxido de hidrogênio, a acidez, o efeito osmótico, alta concentração de açúcar e polifenóis para matar as células bacterianas.

"O mel tem uma propriedade única de lutar contra infecções em múltiplos níveis", resumiu disse Susan.

E, para fechar com chave de ouro, o extraordinário limão, uma fruta de incríveis poderes.

O maior deles ceramente é o de alcalinizar o sangue, equilibrando o pH do corpo e tornando o organismo super-reistente a doenças.

Chegou a hora de aprender a receita.



Anote:

INGREDIENTES

250 mL de água

1 colher (sopa) de sementes de chia secas

Suco de 1 limão espremido na hora

1 colher (sopa) de mel

MODO DE PREPARO

Primeiro, coloque as sementes de chia em um copo d'água, mexer e deixar repousar por 5 minutos.

Novamente mexa e deixe repousar por mais 10 minutos.

Você deve levar em conta que, quanto maior o tempo de descanso, mais gel a chia deixará na água.

Passadas essas etapas, adicione o suco de limão e o mel.

Tome a bebida em jejum ou 2 horas antes ou 2 horas depois das principais refeições. 

http://www.curapelanatureza.com.br/

quarta-feira, 17 de junho de 2015

5 motivos para você não jogar fora o saquinho usado de chá

Você faz chá de sachê?

Certamente depois que o chá está pronto, você joga a bolsinha fora.

Não é mesmo?

Sabia que a bolsinha do chá antes de ir para o lixo pode ser reaproveitada?

Isso mesmo.

A bolsa usada de chá tem excelentes utilidades domésticas.

E você vai conhecer 5 delas agora:

1. Tratar irritações na pele

Você machucou a pele?

Ou foi picado(a) por um mosquito?

Arranhões, contusões, vermelhidão, inflamações e picadas de insetos podem ser aliviados com a ajuda de saquinhos de chá.

Basta molhar a bolsinha de chá com água fria corrente e mantê-la pressionada e em contato com a área afetada por 15 minutos.


O chá contém tanino, que vai remover a inflamação e a irritação, além de reduzir a vermelhidão e o inchaço.

Manchas de sol,  herpes e olheiras também podem ser tratados com compressas frias de saquinhos de chá usados.

2. Eliminar odor ruim em sapatos

O odor desagradável de sapatos vai desaparecer se você colocar um saco de chá usado dentro deles.


Ele vai absorver o excesso de umidade e o mofo.

3. Eliminar odor ruim na geladeira

Se você colocar um saquinho de chá usado na geladeira, ele vai neutralizar o cheiro agradável.

A bolsa usada de chá vai absorver os odores dos alimentos e manterá o equilíbrio de umidade do local onde você conserva os alimentos.

4. Facilitar limpeza de pratos

Como limpar os pratos muito sujos sem o uso de produtos químicos e não perder tempo removendo resíduos endurecidos de comida?

Mergulhe os pratos durante a noite em uma pia cheia de água e coloque alguns sacos usados de chá dentro.


Na manhã seguinte, você vai eliminar toda a sujeira e a gordura dos pratos com enorme facilidade.

5. Evitar a presença de ratos, aranhas e outros insetos

Os sacos de chá usados não agradam a ratos, aranhas e insetos.

O cheiro de chá os incomoda e eles se afastam.

Basta colocar bolsinhas usadas na despensa e em outras áreas problemáticas.


http://www.curapelanatureza.com.br/

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Médico americano relaciona depressãp com os intestinos


O médico americano Michael D. Gershon, da Universidade de Columbia NY, recentemente confirmou que o intestino tem seu próprio sistema nervoso autônomo, com uma rede de 100 milhões de neurônios, que por sua vez, liberam os neurotransmissores, substâncias químicas responsáveis pela comunicação entre as células nervosas.

Deste modo, 90% da serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de bem estar, é produzida pelos intestinos. Ele produz também 80% do potencial de imunidade do corpo humano, além de ser grande produtor do hormônio do crescimento.

Atualmente, os tratamentos de depressão envolvem a recaptação desse neurotransmissor (estudos comprovam a relação entre a falta de serotonina no cérebro e os suicídios). Várias necropsias apontaram a falta de serotonina no hipocampo, região do cérebro responsável pelos circuitos de prazer e dor.

Uma noite mal dormida, falta de Melatonina, uso de medicamentos de forma crônica, excesso de bebida, fumo e muito açúcar podem interferir no funcionamento do intestino, já que estes fatores modificam o PH intestinal e aceleram o envelhecimento e podem ainda agravar os quadros de depressão”.

Água e fibras são importantes para o funcionamento dos intestinos, assim como uma alimentação baseada em vegetais, alimentos orgânicos, carnes, gorduras de boa qualidade e principalmente livre (o máximo possível) de industrializados e farináceos.

Para aumentar os níveis cerebrais de serotonina precisamos ingerir alimentos que contenham os minerais Cálcio e Magnésio, os quais estimulam a produção de triptofano, o aminoácido precursor da serotonina. Entre as fontes de cálcio estão vegetais verdes, brócolis, couve, gergelin. Já as fontes de magnésio são tofu, caju, salmão selvagem, espinafre, Cacau, abacate e arroz integral.

Agora me digam, como uma notícia destas pode ser publicada como "novidade", quando já falamos nisto a mais de 6 anos (eu pessoalmente pelo menos, pois este conhecimento já está disponível seguramente a mais de 10)?

Triste é saber que daqui a 10 anos, 99% dos pacientes que entrarem pelos consultórios com sintomas de depressão, ainda serão prontamente classificados e sairão com Freitas eternas de antidepressivos ao invés de primeiramente serem orientados a respeito da importância da alimentação correta é bom cuidado da fisiologia e integridade intestinal...

www.drvictorsorrentino.com.br



domingo, 14 de junho de 2015

Como eliminar a dor usando uma simples folha de papel alumínio


Você vai aprender agora um tratamento muito diferente.

Mas não ligue para o fato de ele ser, digamos, "estranho".

Afinal, quem já o fez garante que ele é excelente para combater vários tipos de dor, como nas costas, nos ombros, pescoço, joelhos e no calcanhar (aquela dor que não permite que você ande normalmente).

E como é feito esse tratamento?

Com folha de papel alumínio!

Isso mesmo, folha de papel alumínio!

Não, você não vai comer papel-alumínio, pois a ingestão de alumínio é tóxica.

Mas, antes de ensinar como se faz, vamos mostrar a lógica do tratamento e por que ele funciona.

Pode acreditar, papel alumínio não serve somente para o cozimento de alimentos, ele também trata a dor.

E isso não é novidade.

O uso de folhas de papel alumínio para aliviar a dor consta nos livros de Wilhelm Reich, médico, psicanalista, cientista e colaborador de Sigmund Freud.

Mas qual o sentido desse tratamento e por que ele funciona?


Há algumas teorias, como a do cientista russo A.V. Skvortsov, segundo o qual o corpo humano é um núcleo de células que interagem diretamente com o campo magnético da Terra e, ao colocar papel alumínio na área afetada, ocorreria o aumento dessa interação.

Outra, mais simples, é que o alumínio produz calor e esse calor seria benéfico para tratar a dor.

Mas o fato é que quem faz garante: funciona!

E não custa tentar, não é?


Você está "louco" para saber como é feito o tratamento, certo?

Calma, é muito simples.


Envolva a região da dor com uma folha de papel alumínio.

Deve ser um pedaço suficientemente largo para cobrir toda a área afetada.

A parte brilhante do papel fica em contato com o local da dor.

Se for preciso, use uma fita adesiva para ajudar a fixar o papel.

O ideal é fazer à noite, antes de dormir, pois o alumínio precisa ficar em contato com a área dolorida por umas 10 ou 12 horas.

Faça o tratamento por 12 dias seguidos.

Depois espere duas semanas e repita se necessário.

A terapia da folha de alumínio é aplicada em diferentes tipos de dor, incluindo dor no pescoço, costas, braços, pernas, joelhos, ciática, gota, artrite reumatoide, juntas (ácido úrico) e esporão de calcanhar.

Em algumas pessoas, a dor desaparece rapidamente, o quer comprova o potente efeito anti-inflamatório do tratamento.


www.curapelanatureza.com.br/


sábado, 13 de junho de 2015

Curando a Gripe rapidamente com ÁGUA OXIGENADA – Você não vai acreditar!


Entenda antes que o primeiro passo para ficar longe de resfriados e gripes é manter seu sistema imunológico forte, isso acontece com uma alimentação balanceada e correta. Esta descoberta teve início em 1928 com o médico Dr. Richard Simmons, que diante de diversas pesquisas, verificou que as gripes e resfriados eram contraídos principalmente por meio do canal do ouvido. Assim, quanto menor for a contaminação pelo canal auditivo menores são as chances de contrairmos gripes e resfriados. Com essa descoberta, cientistas alemães verificaram que o uso de água oxigenada (Peróxido hidrogênio 3% – Vol. 10) traz resultados fantásticos na cura de gripes e resfriados. É algo fantástico e incrivelmente barato. Este método deve ser usado no início dos sintomas, pois se os causadores da gripe atingirem o conduto auditivo, eles começam o processo tendo livre acesso a todo o corpo,o que faz com que a pessoa fique doente. O Peróxido de Hidrogênio começa a funcionar com mais ou menos 3 minutos destruindo os agentes causadores da gripe ou resfriado. É comum sentir um borbulhar em seu ouvido acompanhado de uma leve coceira. Este é um procedimento realmente muito fácil de fazer. 


Passo a Passo: 

1ª Basta comprar Peróxido de hidrogênio 3% (Água oxigenada vol. 10); 

2ª Não é necessário diluir; 


3ª Pingue 3 gotas ou um pouco mais em cada orelha, eu costumo tirar a tampa e colocar metade da água oxigenada na tampinha, é a quantidade que enche meu canal auditivo;

4ª Você vai sentir o borbulhar e uma sensação de coceira ou leve ardor;

5ª Aguarde até que o borbulhamento diminua, o que acontece geralmente de 5 a 10 minutos; 


6ª Escorra o liquido na pia, tecido ou papel higiênico e repita o procedimento com a outra orelha.



http://www.dicascaseiras.org/curando-a-gripe-rapidamente-com-agua-oxigenada-voce-nao-vai-acreditar-funciona-mesmo/



terça-feira, 9 de junho de 2015

Como remover os pêlos da face e do corpo com esta receita antiga e sem dor


Estas receitas antigas vão ajudar você a remover esse embaraçoso cabelo que você tem no seu rosto, e corpo. Depois de alguns meses de uso deste remédio, o cabelo em seu rosto e partes do corpo, desaparecerá completamente.
Primeiro, você vai levar uma palma cheia de cascas de nozes e queimá-las. Em seguida, colocar as cinzas na água e deixe repousar durante 12 horas. Mergulhe a gaze na água e coloque-a sobre as partes do corpo que você deseja remover os pêlos. Repita este procedimento várias vezes ao dia e segure a gaze por cerca de 30 minutos. Em poucas semanas, você vai se livrar do cabelo em seu rosto e corpo.
http://worldtruth.tv/how-to-remove-hair-from-the-face-and-…/
Arte egípcia antiga do Corpo
Adoçamento corporal é um método para remover pêlos do corpo. É uma alternativa caseira barata para depilação (ou barbear).
A teoria corporal é que o cabelo é removido pela raiz, e, quando se volta a crescer haverá menos, e será mais suave e não áspero, uma vez que é uma máquina de barbear se tivesse sido utilizado.
É feito através de uma pasta de açúcar, água e suco de limão aquecido.

INGREDIENTES
2 xícaras de açúcar
¼ xícara de suco de limão
¼ xícara de água

Equipamento: Termômetro de doces
Misture os ingredientes em uma panela e aqueça em fogo baixo, usando um termômetro de doces. Assista a mistura com muito cuidado, para que não transborde. Aquecer a 250 F com o Termômetro para Doces
Retire do fogo e deixe esfriar o suficiente para despejar em um frasco que não vá quebrar ou derreter . (Note que este frasco vai ser reaquecido no futuro.
Certifique-se de que é seguro para qualquer forma de reaquecimento no microondas ou em uma panela de água.
Rasgar o tecido de algodão limpo em tiras de 1 polegada.
Certifique-se que o algodão não é muito grosso tecido.
O próximo passo é muito crítico: Deixe a mistura esfriar o suficiente para que ela não vai queimar sua pele. A primeira vez que fiz isso não deixe a mistura legal o suficiente e eu me queimei! Teste a mistura na palma da sua mão, sabendo que é muito mais resistente do que a pele sensível dos seus braços.
Usando uma faca ou palito de picolé, espalhe o açúcar sobre a pele. Cubra com as tiras de pano, deixe definido por alguns minutos e então arrancar rapidamente como se fosse um curativo.

http://portrasmidiamundial.blogspot.com.br/


Como lidar com a dor de garganta?


Quando sofremos mudanças bruscas de temperaturas uma parte de nosso corpo é uma das primeiras a serem afetadas. Já deu pra saber de que parte estamos falando? Claro que nos referimos à garganta, um ímã inesgotável de bactérias e vírus durantes 365 dias por ano.
Entre os múltiplos problemas que aparecem com a dor de garganta, devemos destacar a inflamação das amídalas, sensação de coceira e ardor na região e também dor ao ingerir qualquer tipo de alimento.
E você? Já sofreu com algum desses problemas sem saber como resolver? À continuação relataremos algumas dicas simples para pôr um fim nesse problema tão incômodo.

Dicas para dar adeus à dor de garganta

- Proteja-se do frio e do exterior. Se você espera resolver esse problema o quanto antes é muito importante permanecer de repouso, em casa, por pelo menos dois dias. Dessa maneira, a garganta não será forçada pelas mudanças bruscas de temperatura e quantidade de bactérias que encontramos no exterior. Logo, é recomendável permanecer de repouso por dois dias para observar como melhoramos com efetividade.
- Água quente. Durante o período que permaneça de repouso é recomendável que beba água morna com certa frequência. Ao fazer isso, a sensação de alivio da inflamação se tornará evidente e uma sensação de bem estar tomará conta de sua garganta. Também é bom fazer gargarejos com água morna e um pouco de sal para evitar possíveis infecções.
- Gengibre e alho. Esse é um método de choque mais direto, mas os efeitos são completamente satisfatórios e mais rápidos. O gengibre ajudará a prevenis problemas de infecção na garganta e também reduzir a inflamação. Já o alho, atuará como uma espécie de antibiótico natural que será muito benéfico no combate a germes
.


- Chá verde. Esta mais do que provado que esse chá previne todo tipo de doenças, tais como diabetes, câncer, doenças cardiovasculares ou outros problemas relacionados a infecções (e entre eles os germes da garganta que costumam aparecer em forma de placas). Sem mencionar que o chá amenizará um pouco a dor de garganta.
- Analgésicos. Se notar que a dor de garganta é insuportável, é recomendável tomar analgésicos pra aliviar a dor. Não é recomendável o uso de antibióticos, a não ser que seja estritamente necessário. Consulte seu médico para se informar melhor.

Definitivamente, a dor de garganta pode ser um mal muito incômodo a largo prazo, mas se cuidarmos como é devido e seguirmos esses procedimento simples, seguramente nos recuperaremos antes do que imaginamos.


http://saudealternativaa.blogspot.com.br/


Jabuticaba, pequena grande fruta.


A jabuticaba contém teores espantosos de antocianinas, 
substâncias protetoras do coração, como as encontradas na uva.


A fruta foi pesquisada na Unicamp com o objetivo de encontrar na natureza pigmentos capazes de substituir os corantes artificiais usados na indústria alimentícia.
O que tingiria a sua casca? Enormes porções de antocianinas, pigmentos presentes nas uvas escuras e, conseqüentemente, no vinho tinto, apontados como grandes benfeitores das artérias. 
Os números abaixo representam a quantidade de miligramas das benditas antocianinas por grama da fruta.

* jabuticaba: 314
* amora: 290
* uva: 227.

As antocianinas têm uma potente ação antioxidante. Ou seja, uma vez em circulação, ajudam a varrer as moléculas instáveis de radicais livres. Esse efeito, observado em tubos de ensaio, dá uma pista para se compreender porque a incidência de tumores e problemas cardíacos é menor entre consumidores de alimentos ricos no pigmento.
Ultimamente surgem estudos apontando uma nova ligação: estas mesmas substâncias antioxidantes também auxiliariam a estabilizar o açúcar no sangue dos diabéticos.
Se a maior concentração de antocianinas está na casca, a saída, sugerida pelos especialistas, é batê-la no preparo de sucos ou usá-la em geléias. A boa notícia é que altas temperaturas não degradam suas substâncias benéficas.
Os sucos, particularmente, rendem experiências bem coloridas. A nutricionista Solange Brazaca, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), em Piracicaba, interior paulista, dá lições que parecem saídas da alquimia. Misturar a jabuticaba com o abacaxi resulta numa bebida azulada ensina. Já algumas gotas de limão deixam o suco avermelhado. As variações ocorrem devido a diferenças de Ph e pela união de pigmentos ácidos.
Mas vale lembrar a velha máxima saudável: bateu, tomou! Luz e oxigênio reagem com as moléculas protetoras. Não é só a saúde que sai perdendo: o líquido fica com cor e sabor alterados.
Aliás, no caso da jabuticaba, há outro complicador. Delicada, a fruta se modifica assim que é arrancada da árvore. "Como tem muito açúcar, a fermentação acontece no mesmo dia da colheita", conta a engenheira agrônoma Sarita Leonel, da Universidade Estadual Paulista, em Botucatu. A dica é guardá-la em saco plástico e na geladeira.

O branco da jabuticaba tem seu valor!

A bioquímica Edna Amante, do laboratório de frutas e hortaliças da Universidade Federal de Santa Catarina, destaca alguns nutrientes da parte branca e mais consumida da jabuticaba.
"É na polpa que a gente encontra ferro, fósforo, vitamina C e boas doses de niacina, uma vitamina do complexo B que facilita a digestão e ainda nos ajuda a eliminar toxinas".
Não só nessa polpa, mas também na casca escura encontramos teores de pectina. Essa fibra tem sido muito indicada para derrubar os níveis de colesterol, entre outras coisas. A pectina, portanto, faz uma excelente dobradinha com as antocianinas no fruto da jabuticabeira. 
A jabuticabeira nativa do Brasil costuma medir entre 6 e 9 metros e é conhecida desde o período do descobrimento. A espécie é encontrada de norte a sul, desde o Pará até o Rio Grande do Sul. A palavra jabuticaba é tupi e quer dizer 'fruto em botão'.



http://saudealternativaa.blogspot.com.br/


Que o seu alimento seja seu remédio, e que seu remédio seja seu alimento. (Hipócrates)