quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Esta mulher lava o cabelo com Coca-Cola e sabe qual é o resultado? Você não vai acreditar...


Esta mulher lava o cabelo com Coca-Cola e sabe qual é o resultado? Você não vai acreditar...
Pedimos à sua permissão, amigo(a) leitor(a), para exibir neste post uma curiosidade que está fazendo grande sucesso na internet.
Uma americana chamada Ellko resolveu fazer uma experiência - lavar o cabelo com Coca-Cola.
E você sabe o que aconteceu?
Ela gravou um vídeo mostrando o passo a passo de sua experiência.
E esse vídeo já foi visualizado, no momento em que escrevemos, por mais de 17 milhões de pessoas.
Quem acompanha o Cura pela Natureza sabe nossa opinião a respeito de tomar refrigerantes como a Coca-Cola: uma péssima escolha.
Mas a curiosidade da experiência da americana Ellko chamou nossa atenção.
Sabemos que a Coca-Cola, além do uso para o qual ela foi criada - ou seja, uma bebida gaseificada -, tem outras utilidades, como removedor de ferrugem, desentupidor de vaso sanitário, limpador de piscina.
Alguns desses usos já foram até explicados neste blog (clique <AQUI> se quiser rever a matéria).
Mas é a primeira vez que ouvimos falar do uso da Coca-Cola para melhorar os cabelos.
A autora da experiência diz que pode parecer estranho, mas funciona.
E, segundo ela, o sonho de ter cabelo brilhante e volumoso não precisa de qualquer produto caro.
Para realizá-lo, basta uma ou duas garrafas da bebida mais popular do mundo.
Ellko garante que a Coca-Cola é ótima para o cabelo, especialmente para os finos.
Alguém disse isso a Ellko, mas ela não acreditou.
Então, um belo dia ela decidiu testar.
E ficou espantada com os resultados.

Assista ao vídeo abaixo.
Nele, Ellko mostra tudo o que tem que ser feito e os resultados da sua experência.
Abaixo do vídeo, a gente continua esta conversa, com mais informações.
Como o cabelo de Ellko é longo, ela usou duas garrafas de Coca de tamanho médio.
Ela usou uma tigela para fazer a lavagem.
E teve o cuidado cobrir com toalhas o piso do seu quarto e a mesa onde ficou a tigela, para não sujar nada.
Ellko lavou os cabelos com Coca-Cola e, em seguida, foi para o chuveiro remover bem o produto, para que não ficasse nenhum resíduo nos cabelos.
Ela notou uma diferença logo depois que terminou de enxaguar.
Seu cabelo estava muito mais leve do que o habitual.


Ela também decidiu não escovar o cabelo para que não estragasse o efeito.
Como Ellko explica, você pode secar o cabelo ou deixar secar naturalmente.
Ela decidiu usar seu secador de cabelo.
Quando terminou de secar, ela ficou muito fascinada.
Seu cabelo tinha um volume e brilho incríveis e estava muito mais suave do que o habitual.
Agora a nossa opinião: com mais este uso da Coca-Cola, fica claro que há algo na sua fórmula que assemelha esta bebida muito mais a um produto de limpeza do que um produto alimentício.
Usaríamos Coca-Cola no nosso cabelo?
Se não bebemos a bebida, claro que não vamos usá-la no nosso cabelo..
Apesar de Ellko ter tido um ótimo resultado, nossa opção é pelo uso de produtos mais naturais, inclusive nos cabelos.
Este é um blog informativo. Ele não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu cabeleireiro ou dermatologista.


http://www.curapelanatureza.com.br/2015/10/esta-mulher-lava-o-cabelo-com-coca-cola.html?m=1




domingo, 11 de outubro de 2015

7 dicas para parar de roer as unhas - Roer as unhas é uma forma de gerir o estresse e a ansiedade


Roer as unhas é um hábito que muitas pessoas adquirem como forma de lidar com as emoções de estresse e ansiedade, alegam os psicólogos. Esta pode ser “uma forma de gerir as emoções”, explica ao Daily Mail a professora Karen Pine, da Escola de Psicologia da Universidade de Herfordshire. Apesar de ser comum, não é um hábito muito bem visto socialmente. 

A especialista conta ainda que este hábito persiste e é difícil de eliminar “porque o cérebro aprendeu a associar aquela resposta a certos ‘gatilhos’, e generalizá-lo mais amplamente até que se torna inconsciente e difícil de controlar.” 

Mas há soluções que pode tentar. Listamos sete dicas para ajudá-lo na hora que for pensar em roer as unhas. 

1. Lembre-se dos riscos para a saúde. 

“As unhas estão cheias de bactérias provenientes de tudo aquilo em que tocamos, como puxadores das portas, dinheiro ou acessórios de banheiro”, explica a psicoterapeuta Marisa Peer. Quando você rói as unhas, está a pôr esses germes e bactérias diretamente no seu corpo, aumentando assim o risco de infeções e outras doenças. 

2. Faça a manicure e pinte as unhas de vermelho.
 
A especialista em cosmética das unhas Leighton Denny aconselha a ir fazer uma manicure profissional e a pintar as unhas de vermelho para quebrar o hábito. Com este cuidado extra poderá olhar para as suas unhas de uma perspetiva mais positiva e fazer uma nota mental para ‘não estragar’ a manicure. A escolha do vermelho se dá porque é uma cor que chama mais a atenção quando está prestes a meter as unhas na boca. 

3. Roa apenas as unhas de uma mão. 


Se não consegue mesmo quebrar o hábito comece por permitir-se apenas roer as unhas de uma mão, depois apenas uma unha em cada mão, permitindo às outras unhas que cresçam, a especialista Martina McKeough. Assim vai-se tornando mais fácil recuperar o controle. 

4. Crie técnicas de distração. 


Se tentar ultrapassar um hábito apenas com força de vontade é muito provável que falhe, diz a professora Pine, uma vez que a força de vontade muitas vezes é bastante fraca. Em vez disso, desenvolva ‘manobras de distração’ para quando sente vontade de roer as unhas. Pode ser contar por ordem decrescente desde o 99, dobrar um papel em seis ou até equilibrar-se numa perna durante um minuto, por exemplo. Dando uma nova resposta ao estímulo cerebral, estará a distraí-lo fazendo com que comece a desassociar os ‘gatilhos’ da resposta de roer as unhas. 

5. Chegue à raiz da questão.
 

Tente perceber o porquê do seu hábito de roer as unhas. Percebendo os ‘gatilhos’ para este comportamento será mais fácil combatê-lo. Se tiver a ver com problemas de ansiedade ou estresse, aborde essas questões a fundo. 

6. Tente técnicas de relaxamento. 

Reduzir o estresse através de técnicas de relaxamento também pode ajudar a combater o hábito de roer as unhas. Estando mais calmo terá menos vontade de roer as unhas, sugere McKeough. 

7. Hipnotismo. 

As terapias que envolvem hipnotismo também podem ajudar. O especialista que o hipnotiza pode, por exemplo, dizer-lhe que irá sentir um sabor desagradável sempre que meter os dedos/unhas na boca, levando-o a fazê-lo de forma cada vez menos frequente.



Fonte: http://www.noticiasaominuto.com.br
http://olhosolitario.blogspot.com.br/2015/10/7-dicas-para-parar-de-roer-as-unhas.html



quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Diga adeus ao mau cheiro nas axilas com estes 5 eficazes remédios caseiros


E se a gente falar que você não precisa de produtos químicos para deixar o corpo perfumado durante o dia?

Hoje vamos falar de alternativas caseiras aos desodorantes industriais, que, além de serem prejudiciais à saúde (pelo menos a grande maioria), também são à natureza.

São cinco receitas de desodorantes caseiros.

Temos certeza de que uma delas vai funcionar e deixar você bem longe da química prejudicial dos desodorantes comerciais.

Todas essas receitas são bem naturais.

Veja:

1. Vinagre maçã

Misture um pouco de suco de limão e vinagre de maçã num frasco de spray.

Coloque nas axilas antes de sair de casa.

Cuidado para não se expor ao sol, pois pode causar irritação.

2. Limão

Este não é novidade para ninguém.

É antigo o conhecimento de que o limão remove mau cheiro das axilas.

O segredo desta fruta é que ela é capaz de equilibrar o pH da pele.

Passe a parte interna de uma banda de limão sobre cada axila por 15 minutos.

Aqui também vale a advertência de não se expor ao sol.

3. Óleo essencial de tea tree (vende-se em lojas de produtos naturais ou para aromaterapia)

Este óleo tem propriedades antibacterianas e antifúngicas.

Misture um pouco de rosas naturais com algumas gotas do óleo e coloque num recipiente de spray.

Aplique nas axilas.

Você verá que o cheiro ruim sairá imediatamente.

4. Leite de magnésia


Esta é uma dica da época da vovó. Onde você encontra esse tal leite de magnésia? Em qualquer farmácia decente. Compre o leite de magnésia sem aroma. É baratinho, custa menos de R$ 5,00. Aí você vai tomar banho e passar o leite de magnésia nas axilas no lugar do desodorante. E adeus cheirinho ruim! 5. Bicarbonato de sódio Muitas pessoas costumam usar o bicarbonato de sódio para eliminar o odor de roupas e da geladeira. Nas axilas não é diferente. Além de ser natural, também tem um cheiro suave. Misture um pouco de amido de milho (maisena) com bicarbonato de sódio e aplique nas axilas. Além do cheiro, esta receita vai permitir que suas axilas fiquem sequinhas. Se desejar, você pode misturar o bicarbonato com óleo de coco.  Veja como: INGREDIENTES 4 Colheres (sopa) de óleo de coco 2 colheres e meia (chá) de bicarbonato de sódio   MODO DE PREPARO Em uma vasilha, coloque o óleo de coco e o bicarbonato de sódio e misture até incorporar. Deixe a mistura na geladeira por 12 horas para que fique solidificada.  Conserve o desodorante numa embalagem bem fechada e na geladeira, especialmente em lugares onde a temperatura costuma ficar acima dos 20 graus Celsius.  Use-o da mesma forma que o desodorante industrial: depois do banho, passe um pouco em suas axilas. Importante: antes de usar qualquer uma destas receitas, faça um teste para saber se você é alérgico(a): passe um pouquinho no braço e veja se ocorre alguma irritação.  E voltamos a lembrar: se usar limão, não se exponha ao sol. 

http://www.curapelanatureza.com.br/2015/10/diga-adeus-ao-mau-cheiro-nas-axilas-com.html#sthash.BbEyYKMU.vvCviVJA.dpuf


Que o seu alimento seja seu remédio, e que seu remédio seja seu alimento. (Hipócrates)