quarta-feira, 25 de maio de 2016

Cutículas não são inúteis e você não deveria tirá-las


“Tenho uma dúvida: Dizem que tirar cutícula faz mal para a unha. Isso é verdade?” Luciane Gonçalves


Você tocou em um assunto interessante… Normalmente, as cutículas são uma parte esquecida da anatomia humana. É comum tratarmos essa pequena pele existente na base de cada unha da mão e do pé, como algo dispensável que só atrapalha. Mas não é bem assim.
As cutículas, também conhecidas como eponíquios é o ponto de conexão entre as unhas e o corpo. As unhas são feitas de camadas de queratina, uma proteína que também existe na pele e no cabelo. Os cavalos tem queratina nos cascos. Os chifres dos rinocerontes são feitos de queratina, parecida com a nossa unha só que muito mais espessa. A parte que conhecemos das unhas – a parte que você apara – é conhecida como lâmina ungueal. A cutícula se sobrepõe à lâmina ungueal na base da unha. À medida que as células da unha envelhecem, elas endurecem e são empurradas para fora, por baixo da cutícula, e você pode ver as células mais velhas que compõem a porção visível das unhas.

Mas e aí, pode tirar?

A verdade é que as expressões “Arrancar bife”, cortar “bem fundinha” são coisas de brasileiros. O hábito de cortar as cutículas é um hábito do nosso país. Normal viajar para fora e ficar surpresa ao ver que as manicures gringas nem pensam no alicate.
As cutículas não representam uma parte inútil da estrutura dos dedos. Ajudam a proteger as novas células de queratina de danos enquanto elas amadurecem e estendem o comprimento das unhas. A maneira pela qual a cutícula se sobrepõe à lâmina ungueal também ajuda a selar a brecha entre a pele e as unhas. Sem essa vedação, os dedos ficariam mais suscetíveis a intrusões e subsequente infecção por vírus e bactérias.
Dra. Ana Célia Xavier, dermatologista do Hospital São Camilo (SP) diz que por se tratar de uma estrutura protetora, o mais adequado é não retirá-la por completo. “Empurre-as com uma espátula de forma delicada para não machucá-las. Para manter as cutículas sempre com boa aparência, recomendo o uso de ceras ou hidratantes próprios para essa finalidade”, orienta a médica. A podóloga Dina Souza do Studio de Beleza Sonia Nesi (RJ) também recomenda o uso de complexos redutores de cutículas que empurram a cutícula sem retirá-la, além de protegê-la, hidratá-la e reduzir sua espessura.
http://diariodebiologia.com/2016/05/e-verdade-que-tirar-a-cuticula-faz-mal/
Fonte: corpoacorpo / unhabonita   
 Imagens: Reprodução/ sobrebelezabolsademulher/



Israel sai na frente e apresenta a primeira pílula de insulina contra diabetes


Hoje, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 347 milhões de pessoas no mundo têm diabetes e é possível que este número possa ser em torno de 600 milhões em 2035.
Até agora, a única maneira de superar a doença é através de injeções de insulina. A pílula de insulina é o sonho de todo diabético, ela poderia tornar a convivência com a doença muito mais fácil, oferecer um tratamento precoce, retardar a progressão da doença, reduzir o risco de efeitos colaterais, como cegueira e atraso na necessidade de injeções.
A novidade é que o estudante Adi Mor do Departamento de Neuro-bioquímica da Universidade de Tel Aviv está colocando em teste o que poderia ser o primeiro tratamento baseado em pílulas para crianças e adultos com diabetes tipo 1. Os primeiros resultados mostram que o “medicamento” é eficaz e pode restaurar a produção de insulina em modelos animais. Isso poderia significar, de vez, o fim das agulhadas diárias sofridas pelos diabéticos.
O professor Yoel Kloog, o decano da Faculdade de Ciências da Vida da Universidade de Tel Aviv, conta que a novidade foi encontrada na proteína Ras, encontrado em 30% dos tumores de câncer humano. “Essa proteína, literalmente, deixas as células loucas“, diz o professor. O Prof. Kloog foi o primeiro no mundo a desenvolver um medicamento eficaz anti-Ras contra o câncer de pâncreas, que atualmente passa por ensaios clínicos. Agora, uma nova pesquisa publicada no European Journal of Pharmacology mostra que a droga pode ser capaz de retardar a progressão da diabetes também.


Nosso composto anti-Ras tem mostrado resultados muito positivos na inibição da diabetes“, diz Mor. E dada a história da droga que já passou estudos de toxicidade para outras doenças e distúrbios, ela tem um potencial de fácil aprovação da FDA (Food and Drug Administration dos Estados Unidos), o que poderá levar o projeto direto para a fase II de ensaios clínicos. Um novo medicamento para a diabetes pode estar pronto em pelo menos cinco anos. Vamos aguardar!

http://diariodebiologia.com/2016/05/israel-sai-na-frente-e-apresenta-a-primeira-pilula-de-insulina-contra-diabetes/
Fonte: novonordisk/estadodeisraelisraelnationalnews/ ncbi  / 
   Imagens: Reprodução/saude.ig./ comoemagrecer



segunda-feira, 16 de maio de 2016

3 remédios eficazes para tratar músculos doloridos

O óleo de alecrim é um remédio muito eficaz para aliviar tensões, melhorar a circulação e diminuir a inflamação muscular. Podemos combiná-lo com sulfato de magnésio e com um banho relaxante.

3 remédios eficazes para tratar músculos doloridos
Os músculos doloridos são uma realidade muito comum em nosso dia a dia. É uma dor que pode incluir também ligamentos, tendões e até as articulações.

A origem da dor muscular é quase sempre uma sobrecarga. Passar muito tempo em uma determinada posição, ou até a tensão causada pelo estresse, podem ser dois fatores determinantes.
Outra das causas que não podemos descuidar caso a dor muscular seja persistente e que chegue a impedir que tenhamos uma vida normal, é a que pode ser causada pela fibromialgia.
Seja como for, não duvide nunca em procurar um diagnóstico adequado do seu médico, e aplicar no dia a dia estes três remédios para aliviar os músculos doloridos.

Vinagre de maçã

Com certeza, você está mais do que acostumada a usar o vinagre de maçã para cozinhar ou temperar suas saladas. Mas você sabia que esse ingrediente é rico em potássio e em vários componentes que favorecem o relaxamento dos músculos?
É verdade, o uso do vinagre de maçã para aliviar os músculos doloridos é um remédio tradicionalque oferece um grande resultado. Anote como podemos fazer uso dele.

Você vai precisar de:

  • 200 ml de água
  • 5 colheres de vinagre de maçã
  • 1 colher de chá de sal grosso
  • Um chumaço de algodão

Modo de preparo:

  • A primeira coisa que vamos fazer é esquentar a água. Após chegar a uma temperatura apropriada para nossa pele, despejaremos a água em uma vasilha.
  • Em outra vasilha, coloque o vinagre de maçã.
  • Umedeça o chumaço de algodão com água quente e esfregue na área dolorida, para relaxar o músculo. Em seguida, aplique o vinagre de maçã e, por cima, um pouco de sal grosso.
  • O objetivo é fazer uma massagem reativadora através da água quente primeiro, do vinagre de maçã e então através do uso do sal. O alívio é imediato.

Água de alecrim e sulfato de magnésio (sal de Epsom)

Sal de Epsom para tratar músculos doloridos

O sulfato de magnésio, também conhecido como Sal de Epsom, é um bom relaxante muscular que nos fará muito bem em um banho quente.
Se combinarmos estes sais com os óleos essenciais de alecrim, um poderoso estimulante, conseguiremos um tratamento muito adequado para diminuir a inflamação muscular, melhorar a circulação e diminuir a tensão nessas zonas críticas, os ombros e o pescoço.
O sulfato de magnésio e o óleo de alecrim são absorvidos rapidamente pela pele, proporcionando um grande alívio para a maioria dos grupos musculares.
Anote como podemos preparar este fácil remédio relaxante:

Como fazer:

  • Encha uma banheira com água quente.
  • Adicione 200 g de sulfato de magnésio e cinco ramos de alecrim, ou 20 gotas de óleo essencial de alecrim.
  • O objetivo é proporcionar ao corpo um banho relaxante e energizante ao mesmo tempo. Assim, não duvide em permanecer nesta água durante uns 20 minutos. Você verá como, ao final desse período, você sentirá um grande alívio das dores musculares.

Almofada térmica com sementes

Almofada térmica para tratar músculos doloridos
As bolsas de água quente com especiarias e outros produtos naturais para aliviar a tensão muscular são outra opção maravilhosa que podemos provar.
A pimenta em grãos, as sementes de gergelim ou as essências de canela e lavanda atuam como grandes relaxantes terapêuticos que, num certo momento, podem diminuir a inflamação e a dor muscular.

Você vai precisar de:

  • Uma bolsa média feita de tela de algodão
  • 100g de pimenta em grãos
  • 50g de sementes de gergelim
  • 100g de trigo sarraceno
  • 100g de grão-de-bico
  • Paus de canela
  • Ramos de lavanda

Modo de preparo:

  • Após preparar sua almofada de tela de algodão, basta colocar todos os ingredientes citados em seu interior, e costurá-la para que não se perca nenhum grão de pimenta ou de gergelim.
  • Sempre que precisar, esquente a bolsa por alguns segundos no micro-ondas. Aplique a almofada quente sobre a região afetada. Você verá que bom resultado este remédio tão simples e agradável oferece.
  • As almofadas terapêuticas de componentes naturais também são muito úteis para diminuir a dor causada pelas cólicas menstruais. Basta colocá-las sobre o ventre para perceber um gran

http://saudealternativaa.blogspot.com.br/2016/05/3-remedios-eficazes-para-tratar.html


6 plantas com propriedades analgésicas para aliviar a dor

Além de aliviar o estresse e a ansiedade, a infusão de valeriana é muito benéfica para aliviar dores musculares, assim como espasmos e dores de cabeça.

6 plantas com propriedades analgésicas para aliviar a dor
A dor é uma resposta do corpo que ocorre quando as terminações nervosas recebem uma grande quantidade de estímulos e enviam ao cérebro um sinal de alerta. Tais estímulos podem ser produto de um excesso de calor, uma pancada forte ou alguma alteração causada por agentes químicos estranhos em nosso corpo. Felizmente na natureza encontramos excelentes plantas que nos ajudam a combater as dores de forma natural.
Atualmente existem diferentes tipos de medicamentos que podem ajudar a diminuir a dor independentemente de qual seja sua origem e sua intensidade.
Porém, o uso excessivo de analgésicos convencionais pode ter efeitos colaterais para a saúde,principalmente porque são feitos de algumas substâncias químicas que não caem bem a todos os órgãos do corpo.
Por isso, já há algum tempo têm-se promovido o consumo de plantas medicinais, as quais, por seus componentes, têm um efeito similar ao dos fármacos, mas sem causar reações adversas. Está interessado em conhecê-las?

Então confira a seguir quais são estas plantas:

  1. Hortelã

Hortelã é uma planta que pode aliviar a dor
Ainda que os principais benefícios da hortelã sejam os de aliviar os gases e a inflamação estomacal, ela também tem um interessante efeito analgésico que pode diminuir a dor gástrica e outras doenças associadas.

Como consumi-la?

Ainda que costume ser adicionada a bebidas, vitaminas e outras receitas, a melhor forma de aproveitar suas qualidades medicinais é por meio de uma infusão.
Ingredientes
  • 1 colher de chá de hortelã (5 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)
Preparo
  • Coloque uma xícara de água para ferver e, quando chegar à ebulição, adicione uma colher de chá de hortelã.
  • Deixe cozinhar por mais 3 minutos e, a seguir, retire do fogo e deixe repousar.
  • É aconselhável tomar 3 xícaras por dia.
  1. Valeriana

É uma das plantas se tornou muito popular em todo o mundo por seu efeito calmante, que pode controlar a ansiedade e o estresse.
Porém, além desse benefício tão importante, também foi descoberta sua ação analgésica, quepode aliviar problemas comuns como espasmos, dor de cabeça ou câimbras musculares, entre outros.

Como consumi-la?

É possível comprar a planta em extratos ou comprimidos em lojas de produtos naturais. Porém, se preferi-la em seu estado 100% natural, prepare sua infusão.
Ingredientes
  • 1 colher de chá de folhas de valeriana (5g)
  • 1 xícara de água (250 ml)
Preparo
  • Coloque uma xícara de água para ferver e, quando chegar à ebulição, adicione a valeriana e deixe por mais 3 minutos no fogo.
  • Depois desse tempo, retire do fogo e deixe repousar antes de consumir.
  1. Canela

Canela pode ajudar a aliviar dores
Além de ser usada como especiaria pelos sabor e aroma agradáveis, a canela tem um efeito analgésico que pode diminuir as dores musculares, câimbras e espasmos.

Como consumir?

É possível encontrar seu extrato natural no supermercado, porém, a infusão da casca de canela é a maneira mais popular de consumo.
Ingredientes
  • 1 colher de chá de canela (5 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)
Preparo
  • Coloque uma xícara de água para ferver e adicione a colher de chá de canela.
  • Deixe repousar por 5 minutos e consuma.
  1. Alecrim

O alecrim é uma das plantas que possui efeito analgésico, útil para aliviar a dor de cabeça, no pescoço e nas costas. Também tem uma ação anti-inflamatória ideal para aquelas doenças que afetam as articulações e para os músculos.

Como consumir?

Se a finalidade do uso for combater a dor de cabeça, o mais aconselhável é usar para fazer inalações de seu vapor. Porém, se for para outros tipos de problema, nada melhor do que aproveitar o preparo de uma infusão.
Ingredientes
  • 2 colheres de sopa de alecrim (20 g)
  • 1 litros de água
Preparo
  • Coloque os 20 gramas de alecrim para ferver em um litro de água, deixe repousar e tome 1 xícara bem quente.
  1. Urtiga para aliviar a dor

Chá-de-urtiga-500x335
A ação analgésica desta planta é tão boa que pode aliviar dores fortes como as causadas pela artrite e a gota.
Seus compostos anti-inflamatórios combinados com o boro, o cálcio e o silício, têm um efeito calmante, ao mesmo tempo que fortalecem os ossos.

Como consumir?

Para aproveitar este benefício da urtiga basta preparar uma infusão.
Ingredientes
  • 1 colher de chá de folhas de urtiga (10 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)
Preparo
  • Ferva uma xícara de água e adicione 1 colher de sopa de folhas de urtiga.
  • Deixe ferver por mais 3 minutos e retire do fogo, quando estiver morna coe e tome até 3 xícaras por dia.
  1. Lavanda para diminuir dores por lesão muscular

As propriedades medicinais da lavanda incluem um leve efeito analgésico que pode diminuir a dor causada pelo torcicolo ou alguma lesão muscular.

Como usar?

Esta planta pode ser aproveitada se aplicarmos topicamente em compressas ou usando seu óleo essencial para fazer massagens.
  • Se as dores forem na lombar, aplique uma compressa de infusão de lavanda sobre a região afetada durante 10 minutos.
  • Para o torcicolo e dores no pescoço prepare uma mistura de óleo essencial de lavanda com partes iguais de azeite de oliva e aplique com uma leve massagem.

http://saudealternativaa.blogspot.com.br/2016/05/6-plantas-com-propriedades-analgesicas.html


Que o seu alimento seja seu remédio, e que seu remédio seja seu alimento. (Hipócrates)